textura-7

FORNECEDORES
GRI 103-3GRI 103-3. Avaliação da forma de gestão

tabela-20

*Os dados publicados em 2014 e 2015 foram recalculados em decorrência da nova configuração da Votorantim Metais, permitindo assim a comparabilidade. GRI 102-48GRI 102-48. Principais reformulações das informações

O relacionamento com os fornecedores tem-se aprofundado ao longo dos últimos anos no sentido de conhecer melhor a cadeia de suprimentos e identificar os perfis de empresas de materiais, insumos e serviços mais adequados para cada operação. O Programa de Gestão de Fornecedores leva em conta quatro tópicos: custo/ valor, qualidade, aderência contratual (cumprimento dos acordos e cobertura legal) e homologação (conformidade fiscal e licenças).

Os principais marcos de 2016 foram o avanço na integração com todas as áreas da empresa e a revisão dos contratos de fornecedores. Mais do que redução, o foco foi gestão de custos, de forma a conhecer mais profundamente os processos e analisar os impactos na operação. Em 2016, foram avaliados e substituídos fornecedores de cerca de 3 mil itens, medida que proporcionou economia direta de US$ 1,2 milhão (R$ 4,2 milhões). Além disso, houve também redução do nível de estoques, refletindo em economia de US$ 4 milhões (R$ 13,9 milhões) sem impacto negativo sobre a operação.

O cadastro de fornecedores engloba os mais diversos segmentos: insumos de matérias-primas, gestão de resíduos, gestão ambiental, fornecimento de energia, minerais e produtos químicos, combustíveis em geral, serviços de saúde, fornecimento de embalagem, transporte em geral, fornecedores de insumos, MRO, facilities e TI, serviços e manutenção, entre outros. No encerramento de 2016, 61.269 empresas estavam cadastradas, em comparação a 61.769 no final do ano anterior.

GRI 102-9GRI 102-9. Cadeia de fornecedores

Desde 2015, o processo de seleção e qualificação de atuais e novos fornecedores é baseado em critérios socioambientais utilizados na avaliação da qualidade, que abrangem aspectos de práticas trabalhistas, direitos humanos, segurança, saúde e atuação ambiental, entre outros. Em 2016, 1% dos novos fornecedores foi selecionado com base em critérios ambientais e 49% em práticas trabalhistas. A meta é, até 2025, engajar 100% dos fornecedores críticos em programas de prevenção e mitigação de riscos socioambientais.

GRI 308-1GRI 308-1. Percentual de novos fornecedores que foram selecionados considerando-se critérios ambientais 414-1GRI 414-1. Percentual de novos fornecedores que foram avaliados/ selecionados com base em questões de Direitos Humanos

Fornecedores selecionados com base em critérios socioambientais
GRI 308-1GRI 308-1. Percentual de novos fornecedores que foram selecionados considerando-se critérios ambientais 414-1GRI 414-1. Percentual de novos fornecedores que foram selecionados considerando-se critérios de práticas trabalhistas

tabela-21

*Os dados consideram fornecedores dos negócios Votorantim Metais e CBA, uma vez que as empresas possuem uma base única de fornecedores.

Para 2017, as áreas de Suprimentos e Logística e Comercial atuarão na análise do nível ideal de estoque de produto acabado, a partir do entendimento da demanda do cliente e adequação dos processos de logística, de forma a manter um menor volume de produtos parados.

Critérios de seleção de fornecedores

tabela-22

*As exigências variam de acordo com a natureza do contrato e a atividade desenvolvida pelo fornecedor.

As compras totalizaram US$ 1,4 bilhão (R$ 5,02 bilhões), dos quais US$ 832,4 milhões (R$ 2,89 bilhões, ou 57,8% do total) contratados de empresas localizadas nas regiões de atuação da Votorantim Metais. Não existem políticas que definam contratações de fornecedores locais; porém, como prática, há uma preferência para a contratação de fornecedores locais como critério de desempate. Atualmente, não existe distinção de contratação para fornecedores locais e demais fornecedores. Mesmo que não excludente, o critério de contratação local é normalmente utilizado na seleção de fornecedores de serviços, pelas vantagens representadas pela proximidade das operações, identificação com a cultura local e impulso ao desenvolvimento local proporcionado por um relacionamento de longo prazo com empresas das comunidades. (Mais informações sobre esse tema estão em Desempenho social.)

GRI 204-1GRI 204-1. Proporção de gastos com fornecedores locais em unidades operacionais importantes.

Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos mercados das regiões de atuação, em 2016 foi ampliada a delegação para as unidades adquirirem serviços não críticos de baixo valor. Além disso, ao longo dos últimos anos, fornecedores de materiais que possuem um volume comercial considerável com a Votorantim Metais foram incentivados a abrir unidades próximas às áreas operacionais. No total, existiam dez lojas instaladas próximas ou dentro das unidades da companhia, sendo que quatro foram inauguradas nos últimos meses de 2016.

img69

Porcentagem de produtos e serviços comprados localmente*
GRI 204-1GRI 204-1. Proporção de gastos com fornecedores locais em unidades operacionais importantes.

tabela-23

*Nas operações do Brasil, são considerados locais os fornecedores que se encontram nas cidades das microrregiões onde estão instaladas as unidades da empresa.
No Peru, são aqueles que vendem produtos e serviços em todo o território nacional.

img70

Qualidade das relações

No aprimoramento da avaliação e seleção, devem ser adotadas em médio prazo auditorias in loco nas instalações de fornecedores considerados críticos (aqueles que possuem potencial para afetar a continuidade do processo produtivo e/ou gerar impacto socioambiental significativo em nome da organização). Atualmente, esse processo consta de levantamento de informações, qualificação e acompanhamento, com a gestão do contrato sendo de responsabilidade da área que demanda o material ou serviço.

Todos os fornecedores assumem contratualmente o compromisso de cumprir as leis de natureza ambiental, trabalhista e fiscal dos países nos quais se encontram. Também recebem o Código de Conduta da Votorantim Metais e devem referendar a concordância com os termos ali definidos.

Mesmo que na base de fornecedores da empresa não existam operações consideradas de risco para a ocorrência de violações aos direitos humanos, é exigida a assinatura de documento específico que veta a utilização de trabalho infantil ou forçado. Determina ainda a oferta de um ambiente de trabalho seguro e saudável, bem como a liberdade para associação e a não discriminação por gênero, raça, classe social, nacionalidade, religião, deficiência física ou mental, opção sexual, associação a sindicatos ou filiação política, entre outros. Nenhum caso de violação a essas condições foi registrado em 2016.

GRI 408-1GRI 408-1. Fornecedores e operações identificadas como de risco significativo de ocorrência de trabalho infantil e as medidas tomadas para contribuir para a abolição efetiva do trabalho infantil. 409-1GRI 409-1. Fornecedores e operações identificadas como de risco significativo de ocorrência de trabalho infantil e as medidas tomadas para contribuir para a abolição efetiva do trabalho infantil.

O documento foi elaborado com base na SA 8000, norma internacional de certificação que incentiva as empresas a desenvolver, manter e aplicar práticas socialmente aceitáveis no local de trabalho. Há consulta à lista negra do Ministério do Trabalho, que relaciona empresas identificadas com condições de trabalho forçado ou análogo ao de escravidão, que são bloqueadas no cadastro de fornecedores. Adicionalmente, algumas empresas recebem visitas técnicas das áreas de Suprimentos e Gestão de Fornecedores. Em caso de denúncias de descumprimento dos requisitos relacionados aos impactos em direitos humanos, a Votorantim Metais inicia uma investigação para averiguar os fatos e tomar as ações aplicáveis, que podem envolver multas ou rescisão do contrato.

Free WordPress Themes, Free Android Games