Governança Corporativa

O modelo de governança da Votorantim Metais é norteado por critérios de transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Segue a orientação definida pela controladora Votorantim S.A., com base em Visão, Valores, Crenças de Gestão, Princípios de Sustentabilidade, Código de Conduta e Política de Gestão Integrada, de forma a alinhar interesses para preservar e otimizar o valor da empresa, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para sua longevidade. Esses documentos podem ser acessados em Valores e Crenças.

GRI 102-5GRI 102-5. Natureza jurídica

Certificação SOx – A Votorantim Metais foi recertificada em 2016 pela aderência à aplicação dos princípios da lei norte-americana Sarbanes-Oxley (SOx) em seus controles e procedimentos internos, reforçando a governança da companhia. Na verificação dos processos, a PwC Auditores Independentes não identificou fragilidades e deu parecer sem ressalvas. A controladora Votorantim S.A. foi a primeira empresa brasileira de capital fechado e controle familiar a obter essa certificação como reconhecimento à adoção das melhores práticas de divulgação de resultados.

img10

Reestruturação organizacional
GRI 102-10GRI 102-10. Mudanças significativas na estrutura organizacional

Em 2016, a Votorantim Metais consolidou sua reestruturação organizacional. As unidades operacionais de mineração e metalurgia de zinco e coprodutos foram mantidas sob a gestão da Votorantim Metais. Já as atividades ligadas à produção de alumínio e de níquel foram segregadas e passaram a ser geridas de forma independente pela Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). A mudança refletiu as características diferentes dos dois mercados – um com vocação mais global e o outro com maior foco no mercado interno. Além disso, a empresa U.S. Zinc, dedicada à produção de óxido de zinco nos Estados Unidos e na China, também passou a ser administrada de forma independente, fora do escopo da Votorantim Metais.

A decisão implicou a definição de uma nova estrutura, com a criação de novas diretorias focadas nos eixos direcionadores da estratégia. Foram constituídas as diretorias de Operações de Mineração, Operações de Metalurgia e de Desenvolvimento e Execução de Projetos. (Informações sobre a atuação dessas áreas são detalhadas no capítulo Estratégia.)

Estrutura de governança

A estrutura de governança é integrada por Assembleia Geral de Acionistas, Conselho de Administração, três comitês de assessoramento (Auditoria, Finanças e Pessoas) e Diretoria Executiva. De acordo com sua competência e nível de alçada, esses órgãos de administração tomam decisões visando à perenidade dos negócios.
GRI 102-18GRI 102-18. Estrutura de governança

A Assembleia Geral de Acionistas é a principal instância de decisão. Formada pelo conjunto de todos os acionistas, tem entre seus poderes: alteração do Estatuto Social, eleição ou destituição dos membros do Conselho de Administração, aprovação de contas e demonstrações financeiras, deliberação sobre avaliação de bens, fusões, aquisições, incorporações, entre outros.

O Conselho de Administração tem como principais funções monitorar o desempenho da empresa, orientar e decidir sobre os temas estratégicos e de alto impacto, assim como indicar os diretores executivos. Em 2016, era integrado por nove membros. O mandato é de dois anos, com possibilidade de reeleição. Em 2016, o Conselho reuniu-se dez vezes para a avaliação de temas econômicos e socioambientais, assim como de riscos e oportunidades para os negócios.

img4

A Diretoria Executiva é responsável pela gestão do dia a dia dos negócios e pelo relacionamento com todas as partes interessadas. Sua atuação é dirigida a garantir o desenvolvimento e a execução do plano estratégico e orçamentário, a partir de diretrizes recebidas do Conselho de Administração e da Assembleia Geral.

Comitês
GRI 102-18GRI 102-18. Estrutura de governança

Os três comitês de assessoramento são compostos por conselheiros e membros externos, e têm seus papéis e escopo de atuação estabelecidos em regimentos internos. Periodicamente, um de seus membros reporta as atividades ao Conselho de Administração.

O Comitê de Auditoria tem como atribuição assessorar o Conselho de Administração no monitoramento da integridade das demonstrações financeiras e da adequação do Sistema de Controles Internos na identificação e no acompanhamento da gestão de riscos, assim como de normas e procedimentos relativos a ética, conduta e políticas internas da empresa. É responsável também pelo acompanhamento e direcionamento dos trabalhos das auditorias externa e interna.

As principais responsabilidades do Comitê de Finanças são assessorar o Conselho de Administração com análises e discussões de cenários, tendências, estratégias de políticas financeiras a serem adotadas, planos anuais de investimentos e, por fim, propor diretrizes de gestão de caixa e liquidez da companhia.

O Comitê de Pessoas tem como função avaliar a estratégia de recursos humanos e o modelo de gestão de pessoas, visando perpetuar e difundir a cultura corporativa, os valores e as crenças, além de propor iniciativas para atrair e reter talentos profissionais.

Conselho de Administração

img5
img6
img7
img6
img9
img10
img11
img12
img13
img14

Identidade
GRI 102-16GRI 102-16. Valores, princípios e padrões de comportamento

A identidade da Votorantim Metais é representada por um conjunto de aspectos que orientam a atuação da empresa e são expressos por meio de seus relacionamentos, atitudes, comportamentos e também nos produtos, processos e resultados. Esses aspectos integram um documento chamado DNA Votorantim, que compila as melhores práticas incorporadas pela Votorantim ao longo de seus quase 100 anos de história.

Os Valores e Crenças representam o jeito de ser e de agir das empresas Votorantim.

Princípios de Sustentabilidade

São válidos para todas as empresas da Votorantim:

1. Ser reconhecida pela sociedade como uma empresa social e ambientalmente responsável.
2. Ter a sustentabilidade como estratégia, orientando governança, gestão, educação, decisões e investimentos – criando valor.
3. Evoluir consistentemente os resultados econômicos, sociais e ambientais, buscando eficiência e confiabilidade nas operações, de acordo com padrões de classe mundial.
4. Ser reconhecida como empresa que atrai, desenvolve e retém talentos para a geração de valor e a construção de uma sociedade justa e inclusiva.
5. Ter compromisso com o bem-estar, a saúde e a segurança de nossos empregados, clientes e parceiros.
6. Contribuir para o desenvolvimento das comunidades em que atuamos.
7. Incentivar a cooperação e a participação de todos os empregados e partes interessadas na construção de parcerias e trabalho conjunto, visando à geração de valor mútuo.

img15

Nossas Crenças

Alinhadas aos Valores, direcionam comportamentos e definem o modelo de gestão. São elas:

img16

Cultivo de Talentos – Acreditamos e confiamos nas pessoas, por isso investimos tempo e recursos cultivando nossos talentos.

Meritocracia – Acreditamos que as pessoas são únicas e merecem ser valorizadas de forma justa e de acordo com suas entregas.

Excelência – Acreditamos que podemos fazer sempre mais e melhor, superando os desafios com disciplina, humildade e simplicidade.

Pragmatismo – Acreditamos ser essencial dedicarmos esforços ao que é relevante, com objetividade e sem perder a visão do todo e do futuro.

Diálogo Aberto – Acreditamos que um ambiente de confiança propicia diálogo aberto e espaço para falar e ser ouvido, em que a diversidade de opiniões constrói melhores soluções.

Aliança – Acreditamos que nosso sucesso é fruto da construção conjunta, fortalecido por relações e alianças genuínas nas quais todos ganham.

Senso de Dono – Acreditamos naqueles que assumem responsabilidades, que trabalham com paixão e lideram pelo exemplo,
comemorando as conquistas e transformando erros em aprendizados.

Free WordPress Themes, Free Android Games